Marco de Menezes autografa seu novo livro

16/12/2016

Sexta-feira, dia 16/12, a partir das 19h, esperamos vocês no lançamento do livro do poeta Marco de Menezes, o "Pequena madrugada antes da meia-noite".


"Pequena madrugada antes da meia-noite" é o quinto livro do poeta Marco de Menezes, vencedor do prêmio Açorianos de Literatura de 2010 com “Fim das coisas velhas”. Aqui, poemas sobre a infância e memória, trabalhados intensamente em livros anteriores, parecem orbitar de modo progressivo ao redor de um núcleo temático: a morte. Neste novo volume, Marco passa a se utilizar, mais insistentemente, de recursos narrativos na construção de alguns poemas, aproximando-os à prosa, de onde emergem pequenas histórias, geograficamente localizadas no interior e na capital do RS; por outro lado, apresenta também epigramas e poemas aforísticos.

 

Veja o book trailer do lançamento: https://goo.gl/brTXUX

POR QUE O BRASIL NÃO DEU CERTO

18/11/2016

A Editora Alcance tem a satisfação de convidá-lo (a) para

  o lançamento  do Livro “Porque o Brasil não deu certo” a realizar-se

 em 18 de novembro às 18:30 hs.

BÍFIDA E OUTROS POEMAS

23/11/2016

Lançamento de Alexandra Lopes da Cunha dia 23/11, às 19:00

‘Bífida E Outros Poemas’ é uma obra universal e inevitavelmente feminina. Fruto da colaboração de dois artistas gaúchos, a autora Alexandra Lopes da Cunha e o fotógrafo Raul Krebs, ‘Bífida’ é um mergulho no processo de criação poética e revela a característica ‘bi-partida’, ‘fendida’ de toda mulher.

            Com prefácio de Gonçalo M. Tavares, romancista premiado e elogiado caudalosamente por José Saramago, ‘Bífida E Outros Poemas’ é uma publicação em parceria com a Editora Kazuá, de São Paulo. Sobretudo lírica e musical, a poética de Alexandra Lopes da Cunha une elementos clássicos e imagens contemporâneas, em interação direta com os cliques P&B do aclamado fotógrafo Raul Krebs.

            O livro nasce da dedicação apaixonada de Alexandra pelas palavras, que gesta os poemas entre a magia sonora dos termos e a naturalidade orgânica de redigi-los.‘Bífida E Outros Poemas’ transpõe fronteiras artísticas e compõe um diálogo livre entre os amigos de longa data e suas formas de arte. Uma obra de poesia segura de seu ofício, delicada e visceral.

DIES IRAE

08/10/2016

       Depois de lançar o livro de quadrinhos Dies Irae na Bienal de Curitiba, o Coletivo Tesla vai lançar a obra em Caxias do Sul, cidade de seus autores. Haverá venda de livros, distribuição de autógrafos e bate-papo. 

       Dies Irae é assinado pelo coletivo Tesla, formado por Rafael Rodrigues (escritor), Adan Marini (ilustrador), Thiago Danieli (ilustrador), Frank Tartarus (escritor e ilustrador) e Luciana Lain (colorinista).
       Inicialmente lançado em formato digital, publicado em oito capítulos, o livro ganhou versão impressa – remasterizada, completa e encadernada – com 104 páginas onde os autores e ilustradores se revezam nas oito partes da história.

Sinopse:


Amanhã. Numa época onde os limites entre real e virtual são frágeis como a linha que divide verdade e mentira, uma chuva de mortos, composta por deuses de diversas culturas humanas,
cai sobre o planeta, espalhando destruição e pondo em xeque aquilo que conhecemos por realidade. Enquanto governos tentam manter segredos, pessoas comuns são afetadas de
diferentes formas e buscam sentido na luta pela sobrevivência em meio àquela que pode ser a última história da humanidade.

DOM LIXOTE e o Dragão-que-cospe-lixo

08/10/2016

Lançamento e autógrafos com Kátia Cesa!

         O dia das crianças vem aí e junto com ele chega a sugestão de um livro muito criativo, no qual um boneco de sucata sonha em ser um cavaleiro andante e sai em busca de aventuras para proteger a Natureza, que está correndo perigo.                                    

         Os personagens da primeira aventura : Dom Lixote- um herói reciclado, a princesa Cristalina - a fonte de água mais pura do planeta, e o Dragão que cospe lixo, o primeiro vilão que nosso herói irá enfrentar...

          O lançamento será no dia 8/10, na livraria Arco da Velha, a partir das 17h. Passa lá, a natureza agradece!

Conheça a obra

Dom Lixote e o Dragão-que-cospe-lixo  é o primeiro volume de uma série  que busca promover, por meio da leitura, a sensibilização de crianças e jovens acerca dos cuidados e práticas sustentáveis em relação ao meio ambiente e à proteção e preservação da natureza.  

      O personagem principal, um boneco feito de sucata, deseja  ser um cavaleiro andante para salvar a Natureza dos vilões que ameaçam o planeta. Nesta sua primeira aventura descobre que a Princesa Cristalina, a fonte de água mais pura do planeta, foi sequestrada pelos gigantes Multimaismais, que querem vendê-la em garrafinhas plásticas. Assim, junto com seu cavalo Reciclante, nosso herói enfrenta seu primeiro vilão: o “Dragão que cospe lixo”.

          Este livro foi livremente inspirado na história de Dom Quixote de la Mancha, um personagem clássico da literatura universal, escrito pelo espanhol Miguel de Cervantes, no século XVII. As citações em itálico que aparecem no texto são frases ou fragmentos originais do livro.

          Dom Lixote é um boneco criado em 2014, em uma oficina de construção de bonecos com sucatas, ministrada pela Companhia de Teatro Caixa do Elefante, em Porto Alegre. Muitas embalagens estavam disponíveis para a criação dos bonecos, mas assim que uma garrafa plástica de suco se encontrou com duas tampinhas de estojo de lentes de contato, com um medidor de sabão em pó e com uma casca de amendoim, ele se apresentou:

– Muito prazer, sou Dom Lixote, um herói reciclado!

          Disse-nos que era um ativista da causa ambiental e pediu a nossa ajuda. Assim, como um cavaleiro contemporâneo que enfrenta os grandes vilões que ameaçam a natureza, ele foi convidado a contar a sua história.

 

Uma informação a respeito da publicação:

        Por ser um defensor da sustentabilidade, Dom Lixote fez questão de acompanhar todos os detalhes da publicação da sua história. Tudo deveria ser fiel à sua causa. Quando foi até a gráfica para encomendar este livro, Dom Lixote viu uma pilha de papel que havia sido impresso por engano. Então ele pensou:

– Hum... que desperdício! Mas será que não dá para imprimir as páginas do livro usando o verso dessas folhas?

          Assim, a pedido do nosso herói, este livro foi impresso em papel que seria descartado, empregando uma técnica chamada dobra francesa, que consiste em não cortar a borda da folha. Dom Lixote gostou muito do resultado, pois milhares de folhas de papel foram reutilizadas e agora ajudam a contar as suas aventuras.

Coletânea de textos de Gerd Bornheim vira livro “Temas de Filosofia”

29/09/2016

          Ensaios do filósofo caxiense Gerd Bornheim, produzidos entre 1988 e 1997, foram reunidos para a criação do livro Temas da Filosofia. Na obra é possível entrar em contato com a pluralidade de interesses que motivaram a trajetória filosófica do autor. O lançamento em Caxias do Sul será no dia 29 de setembro, às 18 horas, na livraria Do Arco da Velha. A curadoria dos textos foi feita pelo doutor em filosofia Gaspar Paz.  Após a sessão de autógrafos haverá um painel de autores com os convidados Amália Marie Gerda Bornheim e o Gilmar Marcílio.

         Aproveitando a filosofia fora dos parâmetros lógicos convencionais de Bornheim, Gaspar Paz traz comentários biográficos que permitem compreender a liberdade que o autor via como necessária para romper com os rótulos e desenvolver uma reflexão baseada na história, sociedade, política, artes e, sobretudo, o apego às condições da realidade humana. Nos ensaios destaca-se sua atenção aos acontecimentos culturais com base na estética e filosofia da arte, “principalmente pela maneira instigante com a qual ele buscou orientar seus posicionamentos, aventurando-se pelo claro-escuro da compreensão de seu próprio tempo”, de acordo com a apresentação de Gaspar Paz.

O livro

        “Temas de Filosofia” é uma compilação de ensaios do filósofo Gerd Bornheim, com prefácio de Renato Janine Ribeiro. A organização é de Gaspar Paz. A obbra leva o selo da Editora da Universidade de São Paulo - Edusp.

 

O autor

           Gerd Alberto Bornheim nasceu em Caxias do Sul em 1929. Foi professor de filosofia e dedicou diversos trabalhos à filosofia moderna e contemporânea. Também foi crítico de teatro e realizou importantes trabalhos sobre a reflexão estética, tornando-se referência para a compreensão de diversos aspectos da área teatral. Bornheim foi autor de doze obras, como Aspectos Filosóficos do Romantismo (1959), O Sentido e a Máscara (1965), Teatro: A Cena Dividida (1983) e Páginas de Filosofia da Arte (1998).  O autor faleceu em 2002 no Rio de Janeiro.

O organizador

                Gaspar Paz é professor adjunto do Departamento de Teoria da Arte e Música e Coordenador do Programa de Pós-graduação em Artes da UFES. É mestre em musicologia e doutor em filosofia pela. Coorganizador dos livros: Arte Brasileira e Filosofia. Espaço Aberto Gerd Bornheim (2007) e Música em Debate. Perspectivas interdisciplinares (2008). Organizador do livro Temas de Filosofia, de Gerd Bornheim (2015).

Ficha Técnica

Título: Temas da Filosofia
Autora: Gerd Alberto Bornheim
Organização: Gaspar Paz
Assunto: coleção de ensaios
Número de páginas: 304
Formato: 16x23cm
Editora: Edusp
Preço de capa: R$ 40,00

Serviço

Evento: Lançamento do livro “Temas da Filosofia” e painel de conversa com autor
Data: 29 de setembro de 2016
Horário: 18 horas
Local: Livraria Do Arco da Velha (Rua Dr. Montaury, 1570, Centro)
Painel: Gaspar Paz, Amália Marie Gerda Bornheim e Gilmar Marcílio, com mediação de Claudio Troian.

PRIMUM - as buscas no Brasil

28/09/2016

Tudo surgiu em um castelo chamado Castrum onde moravam Carmina e Magnus, os feiticeiros do reino. Eles deveriam usar seus poderes para cuidar do livro PRIMUM que guardava toda sabedoria e conhecimento do mundo, mas uma disputa pela posse do livro levou os feiticeiros a um encontro com a Deusa Minerva e sua fiel mascote, a Coruja Tagarela.

A partir daí, Carmina e Magnus, iniciam uma aventura cheia de encantos, feitiços e magia, pois devem encontrar uma das partes do livro que está em solo brasileiro. Percorrem o território de norte a sul, sempre sob os olhos atentos da Coruja Tagarela, para que Málik, o Mago dos Ventos, não atrapalhe os feiticeiros em suas buscas.

Da Série “Primeiro Livro do Mundo”, PRIMUM – As Buscas no Brasil, inspirado na peça teatral “A MAGIA DO LIVRO”1, é a obra que a escritora Vivi Costa e o ilustrador Charles Segat lançam e autografam no dia 28 de setembro, na Livraria Do Arco da Velha. Um delicioso conto literário infanto-juvenil, que reúne elementos do mundo mitológico, mágico e real, enfatizando a diversidade cultural em cada parada.

Boa leitura, muita imaginação e um pouco de magia!

Divirta-se!

O quê? Lançamento do livro

              “PRIMUM – As Buscas no Brasil”

Onde? Livraria Do Arco da Velha

Quando? Dia 28 de setembro

                 Das 19 às 21 horas

  1. A Magia do Livro é uma peça teatral, de autoria do Grupo Foco 3 Produções, que já foi apresentada para mais de 100.000 pessoas em diversos municípios do Rio Grande do Sul  (www.youtube.com/amagiadolivro)          (facebook.com/amagiadolivro)

Moda, Música & Sentimento

06/09/2016

O livro MODA, MÙSICA e SENTIMENTO apresenta o universo identitário de

distintas manifestações culturais marcadas pela relação entre gênero musical

e indumentária. Neste contexto, aspectos históricos, étnicos e

comportamentais característicos de determinadas expressões artísticas

fundem-se em uma visão complementar sobre algumas práticas em

diferentes territórios. A moda é abordada por uma significação ampla,

traduzida através de diferentes linguagens indumentárias. A música atua

como instrumento catalizador de ações socioculturais, vinculada a períodos

históricos e regionalismos. Com uma abordagem apoiada na construção

cultural como reflexo de emoções, relações sociais e pessoais, o livro

apresenta algumas perspectivas sobre o tema através do contributo de

diversos autores.

Os organizadores Rafaela Norogrando e Alfonso Benetti autografarão a obra às 18h, na livraria Do Arco da Velha

Poema-Casa, de Bernardethe Zardo

06/08/2016

O novo livro de Bernardethe Zardo tem lançamento marcado para sábado, 06/08, ds 10:00 às 13:00

Jornada em Corellà - Viajando com Sidéreos

16/07/2016

Viajando com Sidéreos é o primeiro livro da saga de oito volumes escrita por J. C. Fantin

 

       No próximo sábado, 16/07, Juliano Fantin autografa Viajando com Sidéreos, o primeiro volume da saga Jornada em Corellà, com previsão para oito volumes. É uma série de fantasia em um universo paralelo, com muita ação e bom humor, sem deixar de lado a reflexão e a crítica social. O evento ocorre das 10:00 às 13:00, na Livraria Do Arco da Velha.


Conheça mais sobre o livro:
 

        Certo dia, o adolescente Ehven Linfreat é posto juntamente com Joel Terris, seu grande amigo, e Marianna Spinola, uma garota perturbada, mas inteligente, para fazer um trabalho escolar. Juntos, os três vão fazer a tarefa em um parque, onde são surpreendidos ao encontrarem um misterioso objeto parecido com um talismã. Quando todos o tocam, um portal os manda para um lugar totalmente desconhecido.
       O trio, perdido em um universo bizarro, mas fantástico, enfrenta os perigos da floresta e da noite. Superando os inúmeros desafios que os rodeiam, são ajudados por uma garota excêntrica, que os leva para a cidade onde os humanos vivem, Kappamuchi: uma civilização tão estranha quanto aquele mundo, repleta de personagens engraçados e intrigantes.
         Viajando com Sidéreos é o primeiro livro da saga “Jornada em Corellà”. Fantasia, crítica social, ação, personagens intrigantes, comédia e reflexões profundas estão presentes em cada parte. Um livro imperdível para quem quer ler e refletir ou fugir do politicamente correto e da própria realidade.

Mulheres do Campo e Aprendizagens Culturais de Gênero

02/07/2016

          No próximo sábado, das 10h às 13h, Nilda Stecanela autografa o livro Mulheres do campo e aprendizagens culturais de gênero, de autoria dela e de Pedro Moura Ferreira. A obra procura explorar a dimensão cultural associada às origens imigratórias nas configurações de gênero das mulheres do campo, buscando dar visibilidade aos comportamentos das comunidades rurais da região da Serra Gaúcha e às tradições culturais e de socialização deixadas por uma história de imigração portuguesa, italiana e alemã, visando a desconstrução do paradigma da naturalização das relações de gênero, questionando as justificações culturais que fazem do respeito às tradições uma guilhotina que ameaça e cerceia os direitos e a liberdade da mulher do campo.
        O objetivo da pesquisa que origina o texto deriva da existência de razões que apontam para que essa dimensão possa desempenhar uma influência mais importante nas zonas rurais do que nas urbanas. Com efeito, o maior isolamento das zonas rurais tende a subtraí-las do contágio cultural que as concentrações urbanas exercem sobre os indivíduos e os grupos sociais, permitindo uma relativa preservação das suas identidades e tradições culturais. Considerando que essas constituem uma espécie de moldura na qual as aprendizagens de gênero se enquadram, as diferenças culturais podem ser responsáveis por distintas manifestações de desigualdade. Por exemplo, culturas que exacerbam o domínio masculino sobre as mulheres acentuam as desigualdades de poder e potenciam a violência. É, portanto, crítico perceber em que sentido a relativa preservação cultural pode, ela própria, promover aprendizagens específicas que contribuem para prolongar a naturalização das desigualdades de gênero, porventura mais intensas em determinados contextos culturais do que em outros.

Lançamento do livro Ruas de Caxias do Sul: Biografias e Histórias

11/06/2016

O autor Avelino Alves Mendes apresenta sua pesquisa sobre personagens que viraram nomes de ruas de Caxias do Sul, tanto os de vulto nacional quanto os locais. Uma pequena biografia de cada um deles é apresentada a fim de esclarecer e trazer a público a história por trás dos homenageados em ruas da cidade.

Doçura, firmeza e ritmo na energia de Touro

04/05/2016

A energia de Touro dá firmeza e consistência à semeadura ocorrida em Áries, explorando a vida em nível material e sensorial. Da sensualidade de Penélope Cruz à doçura do papa João Paulo II, passando pela investigação dos instintos por Freud e a análise materialista de Marx, a essência taurina será tema da décima edição do projeto Sarau Astral – Astrologia e cultura pop, que ocorrerá dia 4 de maio, às 20h, na Do Arco da Velha Livraria & Café. Sob o comando de Nivaldo Pereira (comentários) e Dan Ferreti (música ao vivo), esta antepenúltima edição do projeto vão ocorrer excepcionalmente numa quarta-feira.

A trilha sonora especialmente selecionada para ilustrar a sensorial (e musical) energia do signo de Touro vai se centrar no repertório dos taurinos Dorival Caymmi, Lulu Santos e Renato Teixeira. O projeto Sarau Astral aborda, a cada mês, o signo astrológico vigente, por meio de tópicos da cultura de massa. A edição seguinte será dedicada ao signo de Gêmeos, dia 9 de junho.

 

Serviço:

Sarau Astral – Astrologia e cultura pop: O signo de Touro

Com Nivaldo Pereira e Dan Ferretti

Dia 04 de maio de 2016, quarta-feira, 20h

Do Arco da Velha Livraria & Café (Rua Dr. Montaury, 1570 – Caxias do Sul)

Ingresso: R$ 15,00.

As Mulheres ou Sobre Muito Pouca Coisa

05/05/2016

“As mulheres – ou sobre muito pouca coisa” é o novo livro de Adriana Antunes

 

Contos femininos inspiradas no anseio da liberdade de ser, querer e fazer, estar, desejar.

 

 

                Ao lado da Chiado Editora, de Portugal, Adriana Antunes promove o lançamento da obra “As mulheres – ou sobre muito pouca coisa” no dia 05 de maio, às 19 horas, na Do Arco da Velha Livraria e Café, localizada na rua Dr. Montaury, 1570, no centro de Caxias do Sul.  Os livros podem ser encontrados em Portugal e também nas cidades brasileiras de Caxias do Sul, Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

                Por três anos, a autora, neste primeiro livro adulto com temática feminina, emprestou cores a essas páginas, desvelando traços da própria personalidade às personagens que vivem histórias de momentos de pura percepção tornada conto em uma composição cotidiana com pinceladas de magia: “Há um pouco de mim em todas elas, mas nenhuma delas sou eu”, reconhece a escritora e jornalista. Foram contos escritos na cozinha em meio aos sabores, aos temperos e aos aromas, em noites silenciosas de preparo de alimento para a vida e para a alma. Cada uma dessas mulheres traz em si uma simbologia, que promove um despertar questionador ou de reflexão. São mulheres de personalidade forte que tiveram que se posicionar, assumindo “o fazer” e se descobrindo diante das próprias atitudes e decisões. No estudo do Doutorado em Letras, ela estudou as mulheres dos anos 50. Adriana constatou que as dúvidas, anseios e sensações não mudaram de lá pra cá: trata-se de uma mulher em incessante construção.

                “As mulheres ou sobre muito pouca coisa” é o sétimo livro de Adriana Antunes. Ela já publicou os infanto-juvenis de conto “Http://temporario”  e “As meninas” e também o didático “Poesia na Escola - a Vida Tecida Com Arte”. Há textos dela em uma coletânea de minicontos, poesias e também de artigos em teoria literária e estudos de gênero.

 

O cotidiano em ilustrações

 

                Em “As mulheres”, a multiplicidade de talentos de Adriana fica evidente. Ela traz à tona o talento como ilustradora estampado pela especial afeição que ela tem de reproduzir o cotidiano em tintas de cores fortes e com a presença constante dos pássaros. A paz e a tranquilidade do bucólico que ela tanto ama estão presentes em cada traço. A energia aliada á força de uma personalidade que vivencia a liberdade de estar rodeada da natureza, do carinho dos pets, gatos e cachorros, que ela reveza com os momentos em que se reserva o direito a relaxar de pés descalços e sentir o silêncio e a quietude de viver. Esse espírito está presente no livro e também nas 28 ilustrações em tinta acrílica com colagem sobre tela que estarão em exposição de 05 de maio a 05 de junho na livraria. As imagens serão comercializadas nesse período.

 

 

Sobre Adriana Antunes

 

Jornalista, professora universitária e diretora de programação da UCSTV, Adriana Antunes é Doutora pelo Programa de Doutorado em Letras (Associação Ampla UCS e UniRitter). Atua em oficinas de literatura e comunicação e é artista visual.

 

 

Resumo do livro

 

                Uma mulher que tem pássaros na cabeça, uma que se transforma numa mancha escura presa à parede do banheiro, outra que incendeia.  As mulheres - ou sobre muito pouca coisa é um livro de contos que narra histórias de mulheres assimétricas, que desejam amar, comer uma laranja ou tomar uma cerveja sem ter de dar explicações sobre seus atos. Elas são jovens, casadas, viúvas, lésbicas. São mulheres que desafiam a sociedade em que vivem, os padrões (pré)estabelecidos , as violências física, sexual e simbólica. São personagens fortes e frágeis ao mesmo tempo, quase mutantes, em busca de uma identidade feminina. Os contos são o retrato dessa mulher moderna, que ainda sofre com as raízes paternalistas presentes na sociedade. São histórias que brincam com o real e o metafórico, beirando, por vezes, a literatura fantástica.

 

Serviço

 

Título: “As mulheres – ou sobre muito pouca coisa"

Autor: Adriana Antunes

Ilustração de capa: Adriana Antunes

Capa: José Serrano com base na ilustração de Adriana Antunes

146 páginas

Editora Chiado

Preço: R$ 28,00

 

Sessão de autógrafos com Josiane Scapin Dutra

06/05/2016

Livro relata a superação de uma jovem em busca de ser e de viver.
O evento conta com música ao vivo de Eder e Liander, e food truck da Nella Pietra

 

       Josiane Scapin Dutra reconhece que tem compulsão pela escrita e por transformar olhares sobre cotidiano em histórias. Os textos surgem a partir da observação de fatos reais da vida.

             Seu segundo romance brotou de uma viagem de ônibus, inspirado no olhar e na figura de uma passageira. Bastou para Josiane “viajar” numa história de amor, solidão, angústia e segredo.

            “Para Onde Você Foi” será lançado no próximo dia 6 de maio, na Livraria do Arco da Velha, contando uma história que pode ser repetitiva na vida real: a menina do interior que vai morar na cidade grande para vencer na vida e ajudar os pais. Mas em “Para Onde Você Foi” Josiane não poupa sua personagem de experiências e posturas que compõem uma realidade por vezes inimaginável nestas circunstâncias. Propositadamente, a autora desafia o leitor a superar seus próprios preconceito/julgamentos e a reconhecer que “todo mundo tem sua história de dificuldades”.

           O esforço pela superação é uma marca nos personagens da escritora. Seu primeiro romance “As Mortes de Sofia” (em segunda edição)  é  um misto de ficção e autobiografia sobre histórias de doenças e perdas dramáticas na sua juventude. Nessa época, escrever se tornou uma espécie de refúgio que fermentou a prática de relatar a vida aos “Diários”, desde os 12 anos. Lia muito desde criança e sonhava poder ter muitos livros.

            As experiências dolorosas contornam sua escrita com um olhar doce e simples sobre o que realmente é importante. “Temos uma vida e o compromisso de vivê-la da melhor forma e de ser feliz com o que se tem. Não podemos dar espaço para o preconceito e a intolerância”, pontua Josiane.

           O livro tem projeto gráfico da Jamwork, capa de Adan Marini e produção cultural de Claudio Troian. Editado pela Quatrilho Editorial com apoio cultural do Financiarte.

 

“O leitor é levado a acompanhar a saga de Clarissa... o lento, contínuo e profundo processo de amadurecimento a que todos estamos sujeitos, nós, pessoas de carne e osso, tão bem retratadas pelas pessoas de papel com Clarissa, concebida pela sensibilidade e pelo poder de observação do mundo como ele é, que só os escritores de verdade, como Josiane, possuem.”
                                                                Marcos Fernando Kirst

 

O Fogo Impetuoso de Áries no Sarau Astral

07/04/2016

Impetuoso como Ayrton Senna, pioneiro como Monteiro Lobato, ousado como Leila Diniz, febril como Van Gogh e líder como Getúlio Vargas. Dando início a um novo ano astrológico, o espírito ariano está no ar e será tema da nona edição do Sarau Astral – Astrologia e cultura pop, que ocorrerá dia 7 de abril, às 20h, na Do Arco da Velha Livraria & Café. As correlações simbólicas do signo de Áries, o fogo criador que dá início à roda do zodíaco, serão comentadas por Nivaldo Pereira, acompanhado da voz e do violão de Dan Ferretti.  

A trilha sonora especialmente selecionada para ilustrar a apaixonada energia ariana vai se centrar no repertório dos arianos Roberto Carlos (da fase inicial, entre carrões e velocidades), Cazuza e Renato Russo. O projeto Sarau Astral aborda, a cada mês, sempre numa quinta-feira, o signo astrológico vigente, por meio de tópicos da cultura de massa. A edição seguinte será dedicada ao signo de Touro, em maio.

 

Serviço:

Sarau Astral – Astrologia e cultura pop: O signo de Áries

Com Nivaldo Pereira e Dan Ferretti

Dia 07 de abril de 2016, quinta-feira, 20h

Do Arco da Velha Livraria & Café (Rua Dr. Montaury, 1570 – Caxias do Sul)

Ingresso: R$ 15,00.

Lançamento e sessão e autógrafos do livro A Mulher na História da Literatura

12/03/2016

          O livro reúne ensaios dos alunos do Programa de Pós-Graduação Mestrado em Letras, Cultura e Regionalidade e do Programa Doutorado em Letras - Associação Ampla UCS/UniRitter, em disciplinas ministradas pelas Profas. Dras.Cecil Jeanine Albert Zinani e Salete Rosa Pezzi dos Santos.
          No intuito de contribuir para a escrita de uma história da literatura da Região de Colonização Italiana no Nordeste do Rio Grande do Sul (RCI), os ensaios ocupam-se com a escritura literária de mulheres dessa região, no propósito tanto de resgatar uma produção sujeita ao desaparecimento quanto de registrar a literatura escrita por autoras contemporâneas.
              Estarão presentes para os autógrafos as organizadoras do livro e alguns dos autores dos ensaios.

 

SESSÃO DE AUTÓGRAFOS
A MULHER NA HISTÓRIA DA LITERATURA
ONDE: LIVRARIA DO ARCO DA VELHA

QUANDO: 12/03, das 10:00 às 12:00

Lançamento e autógrafos - Mais Que Palavras

26/02/2016

      No dia 26 de fevereiro, a autora Fernanda Nunes Gonçalves lança o livro Mais Que Palavras em Caxias do Sul. Psicóloga humanista e escritora, Fernanda reúne neste livro algumas sementes em forma de crônicas e pequenos contos para alimentar a alma. Para que aquilo que nos habita emocionalmente ganhe novos olhares e possa florescer a maneira de quem os lê. O conteúdo revela o movimento fértil da vida e coisas do dia-a-dia.
       Fernanda Nunes Gonçalves escreve suas crônicas no blog de sua autoria www.vinculosevalores.com.br.

O evento ocorrerá às 18:30, e os leitores serão recebidos com coquetel e música.

Alexandre Triches autografa em Caxias do Sul, no dia 17/02.

17/02/2016

Alexandre Triches autografa em Caxias do Sul, no dia 17/02.
O evento contará com apresentação da roda de samba com Poder da Criação
 
  A obra Sessenta Minutos Direto de El Dorado – Conjecturas, reflexões e algumas outras trapaças é a nova obra de Alexandre Schumacher Triches, que é advogado e professor universitário. Trata-se da estreia do autor no gênero não jurídico por meio de uma coletânea composta por 60 crônicas, com um caráter crítico e ao mesmo tempo descontraído sobre diversos temas. A obra propõe uma narrativa contextualizada, com enredo e unidade no caminho literário.
     O autor procura percorrer nas suas crônicas distintas áreas do conhecimento, levando consigo o interlocutor, brindando-o com seus comentários irreverentes sobre os fenômenos do cotidiano e os atores da existência. Segundo ele, pretende arquitetar a sobreposição da sátira com a realidade, “por meio de uma edificação crítica, não perniciosa e jamais maliciosa”, que instiga a reflexão sobre o ser humano, as superstições, a democracia, o Brasil, as relações internacionais, a metafísica, os pecados originais, a corrupção, os costumes, a sexualidade, os vícios, a medicina, as amizades, os infortúnios da vida, a história, dentre muitos outros temas da vida.
  Cada crônica provoca o estabelecimento de juízos de valor sobre fatos e atos coloquiais que passam despercebidos pelo olhar daquele que não olha para fora de sua própria vida. “Assim, o livro, por si só, suplanta as expectativas normais de uma coletânea de crônicas e se conforma como uma construção literária que visa a correlacionar o leitor com as conjunturas da vida, pois apresenta uma multiplicidade de temas que se encaixam perfeitamente no contexto de cada um, independente de quem quer que seja: eu, você, ou nós”, afirma o autor.
  Não bastasse a elaboração textual, cada registro escrito é precedido pelas ilustrações de Alexandre Carvalho, que adorna o livro com o perfil poliédrico, daqueles que são adeptos do múltiplo. E, assim, buscando encaixar o dito e o pensado é que a obra pretende apresentar o mundo como ele é, através dos olhos de Alexandre Schumacher Triches.

     

Para celebrar o lançamento, o grupo Poder da Criação se apresenta com uma roda de samba durante o evento.

Sarau Astral - Aquário

11/02/2016

Revoluções e inovações aquarianas no Sarau Astral


  Para entender a energia inovadora e revolucionária do signo de Aquário, que tal examinar a vida e a obra de aquarianos célebres? Aí encontraremos as vanguardas literárias de James Joyce e Virginia Woolf, o futurismo premonitório de Jules Verne, as invenções de Thomas Edison, o engajamento de Bertolt Brecht, e muito mais. Tudo isso na sétima edição do projeto Sarau Astral – Astrologia e cultura pop, que ocorrerá dia 11 de fevereiro, às 20h, na Do Arco da Velha Livraria & Café. O evento contará com o verbo de Nivaldo Pereira e a música ao vivo de Dan Ferretti.
  Entre abordagens simbólicas e mitológicas do signo do aguadeiro cósmico, com recursos audiovisuais, a seleção musical vai contemplar temas do repertório dos aquarianos Tom Jobim, Chico César e Djavan.
  O projeto Sarau Astral aborda, a cada mês, sempre numa quinta-feira, o signo astrológico vigente, por meio de tópicos da cultura de massa. A edição seguinte será dedicada ao signo de Peixes, em março.
 
Serviço:
Sarau Astral – Astrologia e cultura pop: O signo de Aquário
Com Nivaldo Pereira e Dan Ferretti
Dia 11 de fevereiro de 2016, quinta-feira, 20h
Do Arco da Velha Livraria & Café (Rua Dr. Montaury, 1570 – Caxias do Sul)
Ingresso: R$ 15,00.

Please reload

 
 

FALE CONOSCO

 

Rua Dr. Montaury, 1570

Caxias do Sul - RS

 

contato@doarcodavelha.com.br

 

(54) 3028-1744

 

Horário de funcionamento